Em casa ou no escritório, o trabalho ganha novos espaços.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Especialistas do mundo do trabalho e as próprias empresas já se debruçam sobre cenários futuros para os espaços e ambientes de trabalho. E o modelo que segue como o mais eficiente nas projeções é o híbrido: trabalho presencial e remoto. Segundo corporações pesquisadas, o hábito de retomar rotinas presenciais vem dos próprios funcionários. Mesmo que com menor frequência diária. Em outras palavras, o desafio para as administrações será combinar a dinâmica do uso dos espaços com os dias e horários dos profissionais. E uma das circunstâncias que chama a atenção é o perfil das empresas consultadas: não se trata dos “grandes” da tecnologia e inovação, mas das empresas de outros segmentos de mercado e com perfil mais tradicional e conservador nas formas de trabalho.

Como em toda crise, evoluções também são resultantes das dificuldades. Nas relações de trabalho, a melhoria de processos é uma constante nestes tempos que enfrentamos. E o formato hábito ainda inclui: sistemas para líderes coordenarem suas equipes à distância; ferramentas mais eficientes de videoconferências; aprimoramento de relações trabalhistas com benefícios em qualidade de vida para todos e outros temas similares. Um exemplo muito ilustrativo do sistema híbrido é a categorização de atividades. Em outras palavras, significa dizer que os profissionais poderão estar presencialmente nos escritórios para reuniões ou atividades em grupo e, nas tarefas independentes, poderão atuar no sistema home office.

Mais do que prognósticos, os pontos de vista vem sendo assumidos por grandes empresas em declarações dadas por executivos responsáveis. Planos já estão sendo definidos e estão próximos de serem colocados em prática, estabelecendo o chamado “novo normal”.

Nos últimos estudos e pesquisas, é marcante a preocupação dos gestores com o planejamento e a efetivação dos modelos híbridos. Como começar um plano? Em que dados se apoiar para tomar decisões? Quanto tempo e quanto investimento será necessário para que as adaptações aconteçam e tragam os efeitos esperados?

Perguntas podem ser mais valiosas do que respostas prontas para tudo. Os questionamentos devem ser acompanhados de otimismo, disposição e coragem para fazer as mudanças acontecerem. As pessoas estão pedindo, sim, por suas vidas de volta. Em todos os sentidos e, especialmente, nos ambientes de trabalho. Com profundidade nas análises, empatia e visão de negócios, os espaços corporativos de qualidade serão desejados para incorporar as demandas e a flexibilidade das rotinas que o futuro já exige.

Para comprovar as diretrizes que grandes empresas do mundo vem adotando e realizando dentro deste tema, leia o artigo completo no link: https://economia.estadao.com.br/noticias/sua-carreira,escritorio-hibrido-veio-para-ficar-e-pode-ser-mais-disruptivo-que-trabalho-100-remoto,70003672515

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe uma resposta

BLOG QDI

Espaço de reflexão e comunicação da QDI com toda a sociedade, focado em estreitar relacionamento com pessoas, clientes, investidores e parceiros estratégicos de negócios. Informação e conhecimento relevante e estimulante.

PUBLICAÇÕES POPULARES

REDES SOCIAIS